Regras básicas para cada corrida

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que o “Desbravadores de Sampa” não objetiva a competitividade entre as pessoas. Muito pelo contrário. Seu objetivo é a integração e a observação da cidade de São Paulo. Pode ser utilizada como plataforma de treinos, mas não é de caráter classificatório.

 

1. MODALIDADE
Corrida de rua / passeio ciclístico

2. RITMO
Cada participante define o seu. Caso o evento for realizado em grupo, o ritmo precisa ser o suficiente para que todos realizem o percurso em conjunto. Caso for indivitualmente, o participante define.

3. PRÉ-REQUISITO
• Estar bem de saúde;
• Estar disposto a desafiar seus limites;
• Levar o bilhete único para a volta.

4. OBJETIVO
O objetivo não é apenas percorrer percursos estabelecidos, mas mostrar e conversar sobre suas curiosidades (como arquitetura, história e atrativos culturais), sobre corridas, acessórios, estrutura, etc. Tudo isso pode ser estabelecido / estudado antes da realização do desbravamento.

5. HIDRATAÇÃO
É importante que cada participante responsabilize-se por sua hidratação, carregando consigo o que for consumir.

Caso for necessário, pode-se parar em alguns pontos-chave do percurso como bares, lanchonetes e padarias onde cada um responsabiliza-se pela aquisição do que consumirá.

6. SEGURANÇA
Nossa corrida é desbravadora no sentido mais roots da palavra. Por isso, não teremos o aval da CET, nem da prefeitura, nem da PM e nem de ninguém. Estaremos apenas utilizando nosso direito constitucional de nos locomover da forma, quando e onde quisermos por NOSSA cidade.

7. PRECAUÇÕES
• Procuremos utilizar aquele tênis que já estava prestes a ser aposentado. Lembremo-nos que estaremos num percurso aberto, explorando nossa cidade. Chamemos a atenção e influenciemos nossos iguais pela prática de saúde pois não se pode garantir segurança absoluta;
• Evitemos levar aparelhos de última geração ou que chamem muito a atenção pelo mesmo motivo exposto acima;
• Escolhamos ruas ou calçadas com acostamentos largos e corramos do lado esquerdo para que o transito venha em nossa direção;
• Procuremos dar preferência e assumir que a rua pertence aos veículos, no mínimo pelo tamanho e velocidade;
• Tratemos os motoristas amigavelmente e nunca os provoquemos invadindo as pistas, surgindo abruptamente à frente deles ou gritando insultos depois de um susto;
• Antecipemos os movimentos dos motoristas, pensando por eles e façamos contato olho-no-olho em cruzamentos perigosos;
• Mantenhamos-nos alertas com as cabeças para cima e os olhos na rua antecipando as irregularidades das calçadas;
• Evitemos escutar música, MP3 e afins, para estar mais atentos aos perigos inerentes ao transito ou outros sinais importantes.

8. OBSERVAÇÕES
• Os desbravamentos previamente combinados podem ser cancelado no caso de condições climáticas adversas.
• Evitemos descartar objetos em locais inapropriados. Nossa cidade implora nosso respeito.
• No caso de muitos corredores, procuremos correr em conjunto no ritmo dos mais lentos por questões de segurança e para que ninguém se perca.

9. O QUE É UM DESBRAVAMENTO
Correr no Ibirapuera não é desbravar. Correr num circuito fechado de rua, não é desbravar. Desbravar é criar o novo, conhecer os quatro cantos da cidade, principalmente os menos comuns e compartilhar a experiência.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s