São Paulo dos corredores de rua

Padrão
São Paulo dos corredores de rua

São Paulo, 19 de outubro de 2014

Para quem gosta de corridas de rua, o domingo é sempre um dia de desafios para os que vivem na cidade de São Paulo. É o momento de por em prática tudo o que cada pessoa treinou durante a semana, utilizando uma das diversas corridas de ruas oficiais que acontecem na cidade. Praticamente todos os domingos do ano existem ao menos uma corrida de rua na cidade. Já houve casos de 6 corridas acontecerem simultaneamente e todas com bastante público. Por isso, aproveitando a sede de competitividade típica do paulistano (em todos os sentidos) e aliando a 2 importantes corridas neste dia 19, a Maratona de São Paulo e a M 5K (corrida feminina do McDonald’s), os desbravadores de Sampa entraram em ação para mostrar o clima dessas corridas passando pelo local de largada da primeira e de chegada da segunda, entre o parque do Ibirapuera e o centro da cidade.

Logo no início, quando o sol ainda ameaçava a despontar no horizonte às 6h30, o clima seco e poluído já demonstrava que correr neste domingo não seria uma tarefa das mais fáceis. Neste momento os termômetros marcavam 20º.

O percurso foi iniciado pela Avenida Jabaquara nas proximidades do metrô Saúde. Para grande e agradável surpresa, um tapete vermelho na faixa central da avenida anunciava que, a partir de agora, haverá corredor exclusivo e permanente para bicicletas neste local, uma ciclovia. Por enquanto seu destino é o metrô São Judas e, muito provavelmente, deve vir da região da Av. Paulista.

Além da ciclovia, as ciclofaixas de lazer já estavam instaladas por volta das 6h30. Neste horário a quantidade de ciclistas ainda é pequena e, por este motivo, é ideal para aproveitar a estrutura armada para correr na rua. Já na Av. Indianópolis, as flores no chão do canteiro central anunciam a primavera, indício de árvores e suas agradáveis sombras, beneficiando a quem utiliza a ciclofaixa no domingo.

Nas proximidades do Ibirapuera, a qualidade do ar já se mostrava moderada e a temperatura ascendia. Neste momento, os primeiros raios de sol iluminavam os prédios mais altos da região. Chegando no Ibirapuera, já é notada a movimentação de pessoas de camisetas laranjas: são os maratonistas se direcionando à largara em frente ao Obelisco

Finalmente, a Maratona de São Paulo. À frente do pelotão de elite estava o time de ouro representado por ex-atletas e participaram de um revezamento durante a maratona.

Logo depois, é possível sentir o verdadeiro clima da maratona onde os mais de 18 mil corredores se faziam presentes. Ali no meio encontro o também apaixonado por fotografia e corridas, Rodrigo Lima, grande amigo e corredor de pace forte.

Experiência pessoal: Durante os 15 minutos que passei sentindo o clima da maratona e relembrando minha participação do ano passado, foi impossível não me emocionar. A música, o ambiente, tudo estava propício para incentivar a “remar” por 42km. Outra experiência interessante foi entrevistar rapidamente o Sr. Eduardo, que corre neste dia sua 15ª maratona de São Paulo e sua maratona de número 75. Muita força, Sr. Eduardo, o senhor é um grande exemplo!

Depois disso, o objetivo foi alcançar o centro da cidade onde estava acontecendo naquele momento a M 5k, prova exclusivamente feminina. Mas havia uma pedra no meio do caminho chamada Brigadeiro Luís Antônio. Para atingir o planalto onde encontra-se a avenida Paulista, foi preciso encarar os cerca de 1,5 km de subida com inclinação de até 7%. Porém, depois da difícil jornada, a recompensa: Brigadeiro no sentido centro de absoluta descida até seu fim.

Chegando no cruzamento das avenidas Brigadeiro Luiz Antônio e Maria Paula, eis que todo o visual é tomado pelo rosa das cerca de 8 mil corredoras da M5k. Neste momento, decidi seguir o percurso inverso ao delas até que atingisse o ponto de largada, em frente ao Teatro Municipal.

Conclusões:
Por fim, restou-me fazer um balanço sobre um final de semana esportivo em São Paulo. Durante todo o percurso, encontrei diversos ciclistas e corredores por todos os lugares por onde passei. Somando a eles os mais de 18 mil inscritos na Maratona e 8 mil na M 5k, havemos de concluir que, de fato, São Paulo abraça todos os esportistas neste dia. Aliás, ao invés de ser conhecido como o dia do “macarrão da mama”, em São Paulo o domingo poderia também ser chamado de “dia de desafiar-se“.

Pontos negativos: A calçada da Avenida Brigadeiro Luís Antônio,  uma das principais avenidas da cidade de São Paulo, deixa muito a desejar. Ela é toda esburacada, desnivelada e cheia de obstáculos. Se para quem caminha é difícil, imagina para quem corre?

Dados
Distância: 13.20 km
Tempo percorrido: 1h07’05”
Mais detalhes, clique aqui.
Música utilizada no vídeo: Filhota Jr.  – Barra Funda Fighters

Mapa do percurso

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s